1 . Quem sou eu

Eu contra o hemangioma. Por enquanto deu velha!

Eu contra o hemangioma. Por enquanto deu velha!

Sim, sou eu mesma. Aquela da cartilha de design, do blog de design, das discussões em prol da profissão nas listas, das palestras nos NDesigns e RDesigns. Aquela que faz site, logomarcas, revistas, cartões de visita, convite de formatura, cardápios e afins. Aquela que finalmente se formou em desenho industrial depois de 3 anos (mal-sucedidos) no curso de estatística e de 1 ano no design de interfaces. Aquela que trabalhou em uma penca de agências, órgãos do governo, escolas de informática, fez muitos freelas e tomou também muitos calotes. Aquela que há 14 anos (praticamente metade da vida) vive em função da palavra design***.

Agora, me vejo numa situação onde não é tão somente essa palavra que me define e me identifica, tanto na internet quanto na vida real. Agora as pessoas também se referem a mim da seguinte maneira: aquela que tem o joelho bichado, aquela que tem o hemangioma no joelho, aquela que fica mancando, aquela que tá pendurada no inss, assim por diante.

Aquela que há mais de 45 dias está “de molho” em casa deitada com as pernas para cima, procurando alguma resposta para o quê fazer com meu joelho bichado. Tenho tentado manter o espírito alegre em todos os momentos, mesmo quando as costas parecem doer mais do que o normal para uma pessoa de 30 anos, afinal não é nada fácil ficar deitada quase o tempo todo. Mesmo assim, tenho tido tempo suficiente (mentira, ainda acho pouco) para tocar alguns projetos pessoais como a loja de artesanato e fotografia (pelo menos colocar no ar o que eu já tenho, e nunca tenho tempo de publicar). Sinto necessidade de tocar em frente, deixar rolar, fazer muitas coisas enquanto o joelho está no repouso recomendado pelos médicos. É verdade que eu não posso fazer muita coisa, mas pensar na vida e organizar as idéias já é uma grande coisa, além de internet e tv, claro. Fora isso, também não tem muito a fazer, pois não posso ficar sentada muito tempo também. Mas é só até no máximo 2 meses, quando vence o atestado. Quem sabe eu não volte a ser conhecida como Aquela do site, ou até quem sabe Aquela do blog do hemangioma, rs. Espero que este blog repercuta sim, e positivamente, pois precisamos muito (eu e Francisco) do apoio de todos.

Obrigada a todos pela compreensão. E aos que não compreendem, o que eu desejo é que nunca passem por isso.

Luana.

***Ah, eu também sou aquela que adora karaokê, sushi, chocolate, games, fotografia, cinema, presilhas e anos 80. =)

3 Comentários em “1 . Quem sou eu”

  1. Luana Says:

    Olá, Luana.
    Me identifiquei com vc não apenas pelo nome, mas tb porque tenho um hemangioma na perna e o joelho é a parte mais atingida por esse problema.
    Comigo não é diferente, tb passo mal momentos devido as fortes dores e principalmente pelos maldosos comentários alheios.
    Mas, tento passar por cima de tudo isso, nem sempre com facilidade, e sigo minha vida na expectativa de um dia encontrar a solução para o meu “amigo companheiro (hemangioma)”, rsrs.

    Um abraço.
    Luana Silva
    Natal/RN

  2. Luana Says:

    Oi Luana! Te respondi por email, pq ficou um pouco longo demais o texto, rssss.

    Bjs!

  3. Luana Says:

    Olá Luana. Da mesma forma que vc vou te responder por e-mail explicando melhor minha situação. Mas desde já agradeço sua atenção!
    Fico feliz em tê-la encontrado para compartilhar nossas experiências, pois sintia muita falta de conversar com pessoas que passam por situações semelhantes.

    Bjs


Os comentários estão desativados.


%d blogueiros gostam disto: